Como vender para clientes de altíssimo padrão

Os interesses dos consumidores estão se transformando nestes últimos anos, e isso vale especialmente para as pessoas da classe A+ — já falamos sobre isso em alguns artigos aqui no blog.

Logo, corretores que desejam vender mais para esse público precisam entender o que clientes de altíssimo padrão procuram ao escolher um imóvel para morar.

Primeiro, vamos esclarecer:

 

Quem são clientes de altíssimo padrão?

São pessoas mais exigentes em relação ao que consomem. Isso significa que elas buscam grandes marcas e grifes por causa da qualidade e experiência de compra que estas proporcionam.

Para saber mais sobre esses itens, convidamos você a ler o artigo: O que os clientes buscam para fechar uma compra?.

Considerando esses pontos, você tem em seu portfólio de imóveis algo de grande valor para esse público: a experiência de viver em um empreendimento Axia Vectra.

Então, para ajudar você a conversar e se aproximar do público A+, apresentamos a seguir 4 inspirações para você melhorar seu relacionamento e vender mais para clientes de altíssimo padrão.

 

1. Colete insights com quem já é cliente Axia

Pós-venda é uma etapa que faz parte da rotina de corretores que prezam o atendimento personalizado para seus clientes.

Além de ajudar o profissional a se aproximar de quem já é seu cliente e a encontrar novas oportunidades de vendas, as informações coletadas no pós-venda trazem insights sobre o que essas pessoas mais gostam no produto.

Portanto, converse com os clientes Axia para entender do que eles mais gostam e quais são os atributos que tornam a Axia uma empresa com clientes tão satisfeitos. Isso ajudará você a saber como conversar com o público A+.

 

2. Valorize a localização e a segurança

Para esse público, a localização é um item essencial a ser considerado. Por isso, mostre que os empreendimentos da Axia estão em áreas nobres de Joinville: no centro da cidade e em bairros desejados por esse público.

A localização é relevante também pela questão da segurança. Clientes de altíssimo padrão querem um lugar onde possam viver em segurança com seus familiares. Então, converse sobre como a Axia Vectra valoriza esse item em seus empreendimentos, desde o bem-estar na localização escolhida até o sistema de segurança e vigilância.

Vale lembrar que a quantidade de vagas na garagem também fortalece a segurança e tranquilidade dos familiares.

 

3. Ofereça um atendimento personalizado

Clientes sempre esperam receber um atendimento que os façam se sentirem especiais. Com pessoas da classe A+, isso não poderia ser diferente.

Além de surpreender seu cliente com as características dos empreendimentos Axia Vectra, aproveite para enaltecer a exclusividade de morar em um empreendimento da construtora. Mostre quanto o imóvel é único e fale sobre os próximos lançamentos da marca.

 

4. Destaque os diferenciais da Axia Vectra

Apresente os diferenciais construtivos, a preocupação da Axia desde a escolha de fornecedores até a execução de cada detalhe, sempre com foco em entregar os melhores e mais significativos benefícios para os moradores.

Durante a visita, descreva a qualidade dos materiais utilizados, o altíssimo padrão aplicado nos processos de construção e a atenção aos acabamentos, para que tudo fique perfeito.

E, claro, conduza a pessoa a mergulhar nas sensações de viver a experiência Axia Scient no dia a dia. Mostre como os fatores dessa tecnologia exclusiva contribuem para a qualidade de vida de quem vive em um Axia.

 

Você quer mais informações sobre o que significa viver em um empreendimento Axia?

Leia o artigo: Qual a melhor opção: casa, apartamento ou um Axia?.

Enfim, essas foram nossas 4 inspirações para ajudar você a encantar clientes A+. Entender quais são os desejos e as necessidades dos clientes de altíssimo padrão é fundamental para personalizar o seu atendimento.

7 razões para morar na rua Otto Boehm

Quem vive em Joinville ou conhece bem o município, pode confirmar: a Otto Boehm é a rua mais charmosa da cidade.

Essa região apresenta muitos atributos apaixonantes, que a tornam um dos melhores lugares para morar em Joinville.

Portanto, para você conhecer mais sobre as vantagens dessa localização, listamos neste artigo 7 motivos pelos quais vale a pena morar na rua Otto Boehm.

 

1. É uma rua onde você se sente em casa

Quando passamos a pé por ali, sempre vivemos aquela sensação prazerosa de acolhimento, de conforto e bem-estar.

E quem é da região confirma: existe um clima de comunidade compartilhado pelas pessoas que moram, trabalham e que passam sempre por lá.

 

2. Está ao centro de tudo o que você precisa para viver bem

Localização é sempre um dos fatores mais considerados na escolha de um lugar para morar. Sendo assim, é importante destacar: nessa região você encontra tudo o que precisa ou pode precisar no dia a dia, como: supermercado, farmácias, escolas, academia, padaria e hospital.

A rua fica a 2 minutos do Centro e, ao mesmo tempo, perto da saída da cidade, a 5 minutos da BR.

 

3. É um lugar seguro

A rua Otto Boehm é uma área onde as pessoas sentem tranquilidade para caminhar ao amanhecer, durante o dia e à noite; independentemente se estiverem sozinhas, acompanhadas ou até mesmo com crianças e bebês.

Essa segurança é fortalecida pelo 8º Batalhão de Polícia Militar e pelo 62º Batalhão de Infantaria, localizados na região, e também por ser uma área monitorada por câmeras e profissionais da segurança 24 horas por dia.

 

4. Tem ótimas opções gastronômicas

Quem aprecia a alta gastronomia sabe que na rua Otto Boehm e em suas proximidades estão alguns dos restaurantes, bares e cafeterias mais adorados de Joinville.

Isso inclui desde opções mais tradicionais, que estão há anos na cidade, até estabelecimentos mais recentes, mas que também já conquistaram o coração de quem mora ou sempre passa por ali.

 

5. Tem ótimas opções para compras

Se você adora fazer compras ou faz questão de ter produtos de qualidade em vestuário, acessórios e artigos para cama, mesa e banho, a rua Otto Boehm reúne algumas das melhores lojas da cidade; de grifes e tradicionais.

Ou seja: é possível sair para fazer suas compras a pé, sem precisar se preocupar com estacionamento, e caminhar tranquilamente para conferir as lojas e produtos disponíveis na área.

 

6. É uma das regiões que mais se valorizam em Joinville

Um dos pontos que devem ser considerados ao escolher um local para morar sem dúvidas é a valorização do imóvel.

Por oferecer tantos atributos desejados e por promover um estilo de vida tão agradável, a rua Otto Boehm confirma, sob diversos aspectos, que a região é e continuará sendo uma das áreas mais nobres da cidade.

 

7. Oferece a experiência de viver em um Axia

Com tantos pontos positivos, a Otto Boehm foi a rua escolhida pela Axia Vectra como o endereço do empreendimento Hyde.

Afinal, ela tem tudo a ver com uma obra de altíssimo padrão: é uma localização que oferece inúmeros benefícios e acompanha superbem as necessidades dos seus moradores em todas as fases de suas vidas.

O Hyde proporciona atributos e funcionalidades que tornam a vivência na região ainda mais charmosa e repleta de bem-estar. Ainda, o empreendimento apresenta um projeto arquitetônico exclusivo: apenas 16 apartamentos, todos com jardim privativo de 1.200 m², projetado pelo paisagista Alex Hanazaki.

 

Você quer conhecer mais sobre essa oportunidade? Deseja experimentar um pouco dessa experiência única que é morar na rua Otto Boehm junto à exclusividade do Hyde? Clique aqui para receber mais informações sobre o empreendimento.

O que os clientes buscam para fechar uma compra?

Durante muito tempo, preço e qualidade eram os principais itens considerados pelos clientes na hora de fechar uma compra.

É claro que atributos associados à qualidade, como durabilidade, boa aparência e confiança da marca, são muito importantes, e estão inclusive acima do preço a se pagar por isso.

Porém, nos últimos dois anos, outro fator ganhou espaço no coração e na mente das pessoas: a experiência de compra.

 

O que é experiência de compra?

É tudo o que envolve as percepções e sentimentos que clientes têm durante o processo de compra de um produto. Isso inclui também o que os consumidores sentem após efetuar a compra.

 

Por que a experiência de compra é tão importante?

Segundo uma pesquisa da Accenture, que entrevistou 20 mil consumidores no Brasil e em outros 18 países, 47% das pessoas que se frustraram com uma experiência de compra recente disseram que evitariam comprar novamente dessa marca.

Por outro lado, também 47% dos consumidores disseram que estariam dispostos a pagar mais por uma experiência de compra que supere suas expectativas.

 

Os novos interesses dos consumidores

Outra pesquisa, também da Accenture, nos mostra que os clientes estão mudando suas prioridades ao comprar algo em razão das transformações pelas quais passamos nos últimos anos, especialmente devido às consequências da pandemia. O estudo coletou dados de entrevistas com mais de 25 mil pessoas em 22 países.

Metade dos entrevistados — 50% — declarou que a pandemia os fez “repensar seu propósito pessoal e reavaliar o que é importante” em suas vidas. Agora, vemos pessoas mudando seus hábitos de consumo e em busca de empresas que atuem de acordo com seus valores.

Nesse sentido, fatores que estavam no final de suas listas de prioridades subiram para o topo dos itens a serem considerados no momento da compra.

Veja abaixo três destaques da pesquisa:

 

1. Saúde e segurança

Hoje os consumidores olham muito mais para saúde e segurança. Antes de fechar uma compra, as pessoas se perguntam: “Você está mantendo eu e meus vizinhos seguros?”

Essa prioridade vai ao encontro do que já falamos no artigo Saúde e família: o novo olhar ao escolher um novo lar.

 

2. Origem do produto

Os clientes estão mais conscientes também em relação à sustentabilidade: “E o meio ambiente, a responsabilidade social e corporativa? Você pode me ajudar a fazer escolhas sustentáveis? Pode me ajudar a apoiar minha comunidade local?”

Saber como é feito o produto que estão consumindo e se a empresa assume sua responsabilidade ambiental está entre as prioridades dos consumidores modernos.

 

3. Confiança e reputação

Entre os questionamentos que fazem parte da decisão de compra, aparecem ainda as seguintes dúvidas: “Posso confiar em você em relação a fazer a coisa certa para mim e não apenas para o seu negócio? Posso confiar em você em relação a ser quem diz ser e defender as coisas que diz que representa?”

Consumidores modernos fazem questão de comprar de marcas que defenderam algo durante a pandemia, que se posicionam como uma empresa que contribui para a sociedade e que trata bem seus colaboradores.

 

A experiência Axia Scient

Essas novas perspectivas, junto à consciência de avaliar o que faz bem a nós, como indivíduos e como sociedade, seguem o mesmo caminho dos valores que a Axia Vectra preza em seus empreendimentos e em sua história, desde o início.

A atenção que dedicamos a cada cliente é percebida por meio da experiência Axia Scient, que abraça desde os fatores que garantirão mais qualidade de vida aos moradores, passando pela escolha criteriosa de fornecedores, até a entrega do empreendimento de altíssimo padrão.

Desse modo, de um lado temos consumidores mais conscientes, que buscam qualidade e uma experiência de compra que atenda às suas novas demandas e supere suas expectativas; por outro lado, temos a equipe Axia Vectra, que atua com o propósito de entregar mais segurança, bem-estar, comodidade, eficiência e excelência nos detalhes construtivos.

 

Referências:

Site Consumidor Moderno – Consumidores pagariam mais por uma melhor experiência de compra

Site Accenture – Life reimagined: motivações para consumidores modernos

 

Como será o trabalho pós-pandemia?

O início da pandemia nos trouxe uma mudança brusca na forma como trabalhamos aqui no Brasil: o que antes era predominantemente presencial, dentro das empresas, migrou para o ambiente domiciliar. Essa transformação desafiou a estrutura de trabalho tradicional, à qual havíamos nos acostumado por considerarmos ser a única opção viável.

Para analisar os reflexos dessa transformação, a IDC Brasil desenvolveu, por solicitação do Google Workspace, uma pesquisa com quase 900 pessoas que atuam em empresas brasileiras de variados setores e tamanhos.

Veja a seguir alguns dados da pesquisa.

 

Alegria por participar mais do dia a dia de familiares e a flexibilização dos horários

O trabalho remoto trouxe mais trabalho para as pessoas. No estudo, 62% dos entrevistados disseram ter trabalhado mais durante o período.

Em contrapartida, 31% dessas pessoas valorizam a flexibilidade em poder escolher os horários para iniciar e encerrar o trabalho, e 46% sentem mais satisfação por poder participar mais do dia a dia das pessoas que moram na mesma casa. Ainda, 67% valorizam a ideia de não precisar perder tempo com deslocamento.

 

Aumento da produtividade

Boa parte dos entrevistados também enalteceram a produtividade nesse período. A pesquisa revelou que 41% das pessoas se sentem mais produtivas, e quem trabalha com documentos compartilhados entre a equipe sente ainda mais o aumento da produtividade, sensação notada por 55% das pessoas.

Essas descobertas vão ao encontro do que muitas empresas já buscavam para elevar o bem-estar e equilíbrio entre vida pessoal e profissional no dia a dia de suas equipes.

A preferência pelo trabalho híbrido

Todos reconhecem: o trabalho 100% remoto oferece vantagens em relação à economia de tempo. No entanto, as pessoas sentem falta da interação presencial com colegas de trabalho.

Seguindo essas percepções, a pesquisa identificou que a maior parte das empresas brasileiras adotou o formato híbrido como modelo de trabalho: 44% trabalham nesse formato, enquanto 29% trabalham presencialmente e 27% de forma remota.

Para o futuro, o formato híbrido deverá se tornar ainda mais predominante nas culturas empresariais: 43% das pessoas informaram que as empresas na qual trabalham definiram que o modelo de trabalho pós-pandemia será híbrido, 47% dos profissionais enxergam esse modelo com confiança e 54% dos líderes entrevistados veem o trabalho híbrido da mesma forma.

Outra pesquisa que reuniu informações interessantes sobre o tema foi desenvolvida pelo QuintoAndar junto ao Datafolha. O estudo, que entrevistou mais de 3.000 pessoas no Brasil, apresenta suas preferências em relação à moradia, incluindo sua percepção sobre trabalhar remotamente a partir de suas casas.

 

Sobre o perfil dos lares brasileiros

A pesquisa, que segmentou os resultados conforme a renda dos entrevistados, expôs o interesse maior das pessoas em terem um espaço exclusivo para escritório, principalmente nos públicos A e B.

Esse é um movimento natural, considerando que nossos lares ganharam mais funções em decorrência da pandemia: antes eram o lugar onde morávamos, depois tornaram-se o local no qual moramos, trabalhamos, estudamos e também onde convivemos mais com nossos familiares. Já apresentamos alguns dados sobre esse assunto em nosso artigo: A transformação do lar e dos nossos interesses durante a pandemia.

Invista no marketing pessoal para melhorar suas vendas

O marketing pessoal é uma ferramenta que nos ajuda a crescer em todas as etapas da nossa carreira profissional: quem sabe usá-la da melhor forma sempre estará alguns passos à frente no mercado em que atua. Isso vale para os mais variados nichos de atuação, especialmente para profissionais de vendas.

Para ajudar você a desenvolver sua imagem com o apoio do marketing pessoal, apresentamos neste artigo 8 dicas práticas para você começar a aplicar ainda hoje.

Mas, antes, vamos entender o conceito.

 

O que é marketing pessoal?

É o conjunto de atitudes que fortalecem a imagem de um profissional em seu mercado de atuação, envolvendo aspectos físicos e comportamentais.

É por meio do marketing pessoal que uma pessoa se torna capaz de valorizar suas qualidades e diferenciais, bem como desenvolver seus pontos a serem melhorados.

 

Por que o marketing pessoal ajuda você a vender mais?

Porque uma boa imagem passa mais credibilidade para possíveis clientes.

Exemplo: se você estivesse na posição de cliente e decidisse investir em um imóvel, de qual profissional você compraria?

  1. De um profissional pouco simpático, que não se importa muito com a própria aparência e que escreve com erros de português.
  2. De um profissional atencioso, com conversa agradável, bem-vestido, que fale com objetividade e escreva bem.

Com certeza você pensou no profissional B, certo? Afinal, essa pessoa passa muito mais segurança para fechar negócio, principalmente quando consideramos um segmento que envolve investimentos tão altos.

Então, para ajudar você a melhorar sua imagem e fidelizar clientes, veja abaixo 8 atitudes que você precisa desenvolver para melhorar seu marketing pessoal.

 

1. Conheça seus pontos fortes e fracos

Você precisa exercitar seu autoconhecimento para identificar quais características mais se destacam e quais você precisa desenvolver a fim de valorizar sua imagem.

Um ótimo caminho é perguntar para seus amigos e colegas de profissão o que eles pensam a seu respeito: quais atributos mais admiram e o que eles consideram que você poderia melhorar.

Converse sobre isso também com seus clientes mais próximos. Peça feedbacks sinceros e receba os comentários de forma reflexiva.

Ainda, faça uma lista das características que você enxerga serem mais importantes na sua área de atuação. Assim fica mais fácil saber o que você precisa fazer para desenvolver seu marketing pessoal.

 

2. Defina objetivos e metas

Quando sabemos onde queremos chegar, fica muito mais claro entender o que deve ser feito.

Por exemplo: após praticar o autoconhecimento, você entendeu que poderia desenvolver sua fala para se comunicar com mais segurança, passando mais confiança a seus possíveis clientes. Então, após essa constatação, você pode perceber que é necessário investir em um curso de oratória.

Outra situação: talvez você descubra que suas roupas não passam a autoridade que você gostaria. Nesse caso, sua meta seria investir em roupas novas, que fortaleçam a imagem que você deseja passar.

 

3. Atualize-se constantemente

Invista em cursos e especializações que desenvolvam suas habilidades. Sempre há algo que podemos aprender ou aperfeiçoar para valorizar nossa imagem pessoal.

Para identificar quais qualificações são indicadas para quem atua com vendas, pesquise no LinkedIn profissionais bem-sucedidos, que já conquistaram o que você deseja alcançar. Descubra o que essas pessoas fizeram para chegar onde estão em suas carreiras.

 

4. Tenha a sua marca pessoal

Pessoas que marcam positivamente a vida de outras pessoas se destacam. Pode ser pelo atendimento excepcional, por saber conversar sobre diversos assuntos, pela educação e elegância, entre tantas outras qualidades.

Pegue seus pontos fortes e transforme-os em sua marca registrada. Ao fortalecer um item pelo qual você se destaca, você se torna uma pessoa cada vez mais lembrada no mercado.

 

5. Saiba conversar sobre diferentes assuntos

Profissionais que lidam com o público diariamente precisam ter um repertório com assuntos diversos. Por meio dele você consegue se relacionar melhor com seus possíveis clientes.

Então, busque conhecer mais sobre o que essas pessoas gostam, o que faz parte do dia a dia delas. Atualize-se também quanto aos temas que acontecem ao nosso redor, como economia, tecnologia e clima.

 

6. Melhore sua comunicação e o seu português

Comunicar-se faz parte das nossas vidas. Logo, quem sabe se expressar bem, com objetividade, segurança e um bom português, se destaca.

Para desenvolver esses pontos, invista em cursos de oratória e comunicação. Outra ótima opção é ler bastante. Busque livros com assuntos relacionados a sua área e também sobre temas variados. Além de melhorar seu português, ajudará a ampliar seu repertório, como falamos na dica 5.

E, claro, sempre que enviar uma mensagem ou um e-mail para um contato profissional, responda com calma e revise o português.

 

7. Seja pontual em seus compromissos

Ninguém gosta de ficar esperando por alguém que se atrasou. Você concorda?

Profissionais que têm o costume de se atrasar são malvistos no mercado, pois isso passa a impressão de falta de compromisso. Essa percepção prejudica sua imagem, mesmo que você tenha se dedicado bastante nos pontos abordados nas outras dicas.

Lembre-se de que as outras pessoas também têm uma agenda para cumprir após se encontrar com você. Portanto, respeite o tempo delas: chegue sempre alguns minutos antes do horário combinado.

 

8. Aproveite as redes sociais para fortalecer seu marketing pessoal

Você já sabe: quem é visto, é lembrado. Então, use as redes sociais para consolidar sua autoridade e atrair mais clientes.

Mostre o seu conhecimento nessas mídias, invista em uma identidade visual que ajude você a ser facilmente reconhecido, interaja com as pessoas e apresente também seu lado humano. Isso gera identificação e aproximação, o que faz as pessoas pensarem em você quando desejarem comprar o que você oferece.

 

Agora que você já sabe o que fazer para desenvolver seu marketing pessoal, é hora de colocar essas ideias em prática para melhorar seus resultados.

Axia+: Funcionalidades e benefícios da fachada ventilada

Um conceito que tem ganhado muito espaço na construção civil é: fachada ventilada. Você já ouviu falar sobre ela?

Neste artigo vamos explicar quais são suas funcionalidades e benefícios para os empreendimentos e seus moradores.

O que é fachada ventilada?

É o sistema que consiste em um distanciamento entre a parede interna e a parede externa de um prédio, criando entre elas uma câmara de ar.

Nessa câmara acontece a movimentação natural do ar devido à diferença entre pressão e temperatura, conhecida como efeito chaminé. Essa ventilação se dá de forma contínua, por isso elimina condensações.

Portanto, é por causa dessa movimentação do ar que o isolamento térmico se mantém sempre seco.

E o que isso significa?

Significa que existe menos troca de temperatura entre as duas paredes; a da fachada do empreendimento e a do apartamento.

Mas, afinal, quais são as vantagens da fachada ventilada?

Veja a seguir:

 

Vantagem #1: Conforto térmico

Como vimos acima, o efeito chaminé evita a troca de temperatura entre a área interna e a área externa do empreendimento. Isso resulta em temperaturas mais agradáveis no ambiente interno; tanto no verão quanto no inverno.

 

Vantagem #2: Conforto acústico

O material utilizado na construção de uma fachada ventilada ajuda a reduzir a entrada de ruídos externos, o que proporciona muito mais conforto acústico dentro do apartamento.

 

Vantagem #3: Menos manutenções

A estrutura interna não sofre interferências de intempéries, já que estas alcançam apenas a camada externa. Ainda, a dilatação térmica, ação natural de construções, ocorre somente na fachada do prédio. Ou seja, a estrutura interna do empreendimento permanece mais protegida.

 

Vantagem #4: Maior longevidade das estruturas

Como vimos no tópico anterior, as intempéries atingem apenas a área externa da construção. Portanto, possíveis infiltrações ocasionadas pela chuva não conseguem passar para a parede interna por causa da câmara de ar existente entre as duas paredes.

 

Vantagem #5: Rapidez na execução

O processo de construção da fachada ventilada é modular, o que reduz o tempo de execução da obra.

 

Vantagem #6: Maior sustentabilidade

Além de reduzir a quantidade de materiais utilizados na construção do empreendimento, a estrutura da fachada ventilada favorece a redução na emissão de CO2. Isso porque, graças às temperaturas mais amenas, temos uma maior eficiência energética. Ou seja: o clima mais agradável diminui a necessidade de ares-condicionados e ventiladores ligados.

 

Vantagem #7: Mais possibilidades estéticas

Por fim, as fachadas ventiladas permitem que os empreendimentos possam ser construídos com mais opções de revestimentos, acabamentos e texturas.

 

Você sabia?

A Axia Vectra é pioneira em Joinville no uso de fachadas ventiladas em edifícios residenciais. Dois de nossos empreendimentos estão sendo construídos com esse sistema: o Icon e o Hyde.

Esse é mais um fator garantido pelo Axia Scient, sistema que planeja a alta eficiência em todos os detalhes construtivos, inclusive nas fachadas ventiladas. O Axia Scient é a tecnologia que você pode até não ver, mas com certeza irá sentir.

Para obter mais informações sobre o Icon e o Hyde, acesse a aba Empreendimentos em nosso site.

Próximos Passos: Petinelli

Nós, da equipe Axia Vectra, sempre falamos que buscamos os melhores parceiros e fornecedores, e com a coluna Próximos Passos você entende as razões pelas quais escolhemos cada um deles.

Nossa proposta aqui é apresentar essas empresas, as pessoas à frente delas, e mostrar tudo o que estamos planejando, juntos, para os próximos empreendimentos. Então, para este artigo entrevistamos: Guido Petinelli, fundador e CEO da Petinelli (Especialistas em Green Building).

 

1. Conte para nós sobre o seu escritório: o início, a essência da marca, os valores que prezam e sua missão.

Desde criança, sou apaixonado por prédios, sempre quis trabalhar com isso. Estudei arquitetura na Universidade McGill, no Canadá. Lá cruzei com um grupo de pessoas que estavam fazendo os primeiros green buildings. Elas falavam sobre como era possível construir de forma muito melhor do que construímos hoje, que não custa mais caro, e que esse conceito se chamava green building.

Falar em construir melhor significa construir prédios mais eficientes, que gastam menos energia e água, fornecem mais conforto e bem-estar aos ocupantes e têm menor impacto ambiental.

Parecia bom demais para ser verdade. No início, me perguntava: por que ninguém está fazendo isso? A resposta era sempre a mesma: a percepção de que um prédio melhor custa mais caro. Entretanto, o pessoal à frente do movimento de green building conseguiu vencer a barreira do custo, fazendo mais com menos

Construir melhor pelo que custa o convencional hoje foi totalmente inspirador para mim. Fazer mais com menos significa comprar menos para poder comprar melhor. Isso é otimização, é melhorar a produtividade do setor da construção civil.

Vamos pegar como exemplo uma escola. Se a sua estrutura favorecer a economia de energia elétrica e de água, a escola terá mais recursos para investir em professores, livros e merendas, em vez de gastar com energia e água.

Se podemos construir um prédio que consome 50% menos energia e 80% menos água sem nenhum custo adicional na obra, por que ainda não fazemos isso? É possível construir prédios assim pelo preço do convencional, e isso é green building.

A Petinelli é uma empresa de engenharia e inovação. Somos líderes no Brasil em desempenho e bem-estar em edificações. Nossa missão é construir melhor. Para isso, precisamos fazer diferente do convencional, e fazer diferente significa inovar.

A inovação é um desafio, e para chegarmos até ela precisamos sair do cotidiano. Se nos propomos a fazer algo diferente, temos que encontrar inspiração em alguma coisa, buscar aquela satisfação de fazer algo bem-feito, superar as adversidades. Isso é o que nos motiva a sair da cama todos os dias, a capacidade de transformação quando vencemos um desafio.

Quando sabemos que o nosso trabalho tem um propósito, que une um grupo de pessoas ao redor dele, alcançamos a capacidade de mostrar o potencial das melhorias que são possíveis no setor da construção civil.

Vemos que a Axia Vectra é uma das empresas que já acordaram para isso e se dedicam para avançar.

 

2. Para vocês, quais são as próximas tendências na área em que atuam?

A primeira tendência é construir prédios “zero”, ou seja, autossuficientes em energia e água, que não gerem emissões de carbono e onde todo resíduo é reciclado ou reutilizado; nada vai para o aterro sanitário.

Quando vejo empresas assumirem compromissos globais, anunciando que serão zero resíduo, zero carbono e zero energia até 2030 ou 2040, penso: por que esperar tanto tempo se já podemos fazer isso agora?

Hoje, o Brasil se mostra pioneiro em edifícios “zero”. Temos centenas de projetos zero energia em operação, já medidos. Porque não basta prometer economia, conforto e sustentabilidade, a tendência é mensurar esses resultados. Com dados não se discute, e é assim que ganhamos o argumento e transformamos o mercado.

A segunda tendência é a necessidade de melhorar a qualidade de vida das pessoas. O ser humano passa 90% do seu tempo em ambientes fechados: são onde comemos, dormimos, respiramos, estudamos, trabalhamos, descansamos. Se construirmos prédios saudáveis, teremos pessoas saudáveis.

Ao construirmos um prédio, seja uma escola ou um hospital, um edifício de escritórios ou a sua moradia, precisamos pensar em como garantir a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas que passarão tantas horas ali dentro.

Na construção civil, ainda estamos arranhando a superfície de tudo o que green building representa. Logo, precisamos fazer muito mais. Pensar em conforto e bem-estar é cuidar da sua família, de quem você ama, de você mesmo.

Felizmente, estamos seguindo um caminho em que ninguém aceita fazer menos eficiente para fazer melhor e com qualidade, pois temos que fazer os dois. Fazer melhor significa ter eficiência e sustentabilidade junto a conforto e bem-estar; não podemos escolher apenas um desses caminhos.

 

3. Como é a busca de tendências sob a sua perspectiva? Como surgem as novas ideias?

Tendência remete à inovação. Algo novo, que surge e muda a forma como enxergamos o mundo ao nosso redor. O engenheiro serve a um propósito na vida: resolver problemas. Encarar um problema com um novo olhar, sem trazer preconceito nem vícios, é o primeiro passo para a inovação.

Quando falamos sobre tendências, precisamos pensar nisso, ter os olhos e a mente abertos com o intuito de vencer os vícios para buscar coisas diferentes e, então, encontrar duas, três, quatro soluções.

O ser humano tende a preferir a rotina, a se acomodar, se manter na zona de conforto. Entretanto, inovação e tendência nascem quando surge algo diferente.

Então, precisamos dar um passo para trás e nos questionar: como podemos fazer isso melhor? Isso é cultura, e podemos treinar nosso cérebro nesse sentido. Estarmos abertos para fazer algo melhor representa ter força de vontade e disciplina.

A rotina, aqui na Petinelli, é não cair na mesmice. Sabemos que as ideias nascem a partir de problemas que queremos solucionar. Ou seja, os problemas acabam sendo nossa maior fonte de inspiração, e quanto mais difícil for o problema, mais inspirador ele será. Somos engenheiros audaciosos e criativos.

É como a ideia de dar nó em pingo d’água: o que parece ser impossível, você faz, redefine e mostra que é, sim, possível.

proximos-passos---petinelli-(1)

4. Consideramos que vocês estão na vanguarda da sua área. Como conseguem manter a excelência e estarem um passo à frente do mercado?

É justamente a ideia de não cair na rotina e na mesmice, de sempre se questionar, buscar o que mais pode ser feito de forma melhor.

A empresa é feita de pessoas. Então, para se manter à frente e conservar a excelência, você precisa de pessoas que pensam dessa forma, que se sentem inspiradas a trabalhar assim. Essa é a cultura das pessoas que fazem a Petinelli.

A cultura não é da empresa, quem a faz são as pessoas. Ela é algo vivo, que você precisa cultivar sempre. Se você esquecer de aguar, ela morre. Como são as pessoas dentro da empresa que representam a cultura, você precisa cultivá-las sempre; somente assim é possível manter a cultura da empresa viva.

Enfim, é a cultura somada às pessoas o que nos permite estar sempre à frente.

 

5. Que mensagem vocês deixariam para os profissionais que estão iniciando na área?

Resumidamente, eu diria: sonhem grande, pois custa o mesmo que sonhar pequeno.

Como a indústria da construção civil inova pouco, temos muitas oportunidades pela frente. O setor representa 10% do PIB global, mas ao compará-lo com outros, como o agronegócio, por exemplo, percebemos que estamos muito atrás ao analisarmos quanto evoluímos nas últimas décadas.

Isso nos traz muitas oportunidades, pois quanto mais para trás estamos, maior é o nosso potencial de disruptura na construção civil. Portanto, para os estudantes, digo que este é um momento fabuloso para aproveitar esse potencial de reinventar o nosso segmento. Pensem na produtividade, em criar um negócio competitivo e resiliente, seja como funcionários ou empreendedores.

Para o jovem profissional, a lição, a essência do green building é essa busca por melhorar sempre e com o foco em aumentar o valor percebido e a produtividade. Em qualquer área da construção civil na qual você se posicionar dessa forma, o ganho de produtividade, fazer mais e melhor com menos, é o que sustentará a inovação e resultará no sucesso da sua carreira.

Então, aqui está um setor que apresenta condições únicas e inigualáveis para inovação e sucesso.

 

6. Para vocês, como é a experiência de trabalhar com a Axia?

Ainda estamos escrevendo nossos primeiros capítulos juntos, mas já podemos dizer que trabalhar com a Axia foi um encontro de mentes. A cultura da liderança da empresa, sua maneira de encarar o mundo, a filosofia de como você interage com uma pessoa, tudo isso tem muita afinidade com a nossa maneira de encarar o mundo.

Com a Axia, temos a abertura e a segurança de conversar e argumentar juntos, para convencermos e sermos convencidos, sempre na busca por fazer melhor. Encontrar pessoas assim é muito satisfatório.

Como gosto de dizer: somos a melhor equipe trabalhando com os melhores clientes nos melhores projetos. Com a Axia, essa é a mais clara expressão de como enxergamos. Essa parceria é um privilégio para nós.

Axia+: 8 tendências da CASACOR para inspirar sua decoração.

Em 2021 voltamos a ter, de forma presencial, a maior e mais completa mostra de decoração das Américas: a CASACOR.

 A designer Susane Raiter visitou quatro edições: a de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Brasília. Então, neste artigo você conhecerá as 8 principais tendências em decoração apresentadas nessas mostras.

Tendência #1: Tons terrosos

Eles aparecem com força em todas as mostras da CASACOR. Os tons terrosos vão desde os mais crus, quase brancos, até os tons amarelados, alaranjados, avermelhados e rosados, passando também pelos verdes, até chegar aos marrons puros.

Com tantas opções, fica fácil escolher os seus tons favoritos, não é mesmo?

 

Tendência #2: Pedras

Quando o assunto são materiais, as pedras ganham o maior destaque, tanto as que apresentam aspecto bem natural quanto os mármores, granitos, quartzitos, pedras sintéticas e até mesmo outros materiais que reproduzem sua aparência.

Elas aparecem na decoração e na construção como revestimento de pisos e paredes e em tampos de mesas nas salas de jantar, mesas de centro, laterais e mesas de apoio.

Além disso, vemos o uso de pedras em bancadas e como ornamentos na parte frontal de gavetas e portas.

 

Tendência #3: Madeiras e cerâmica

Outra tendência que vem da natureza são as madeiras, usadas principalmente em tons médios, e aspectos de cerâmica mais crua.

 

Tendência #4: Curvas

Seja em mobiliários soltos ou em móveis planejados, as curvas aparecem bastante. Inclusive em formatos de tapetes, objetos decorativos, painéis e bancadas.

 

Tendência #5: Móveis antigos

Mobiliários com aquela aparência de algo mais antigo também se destacaram em muitos ambientes nas mostras da CASACOR. Composições mais ecléticas, planejadas com alguns móveis bem personalizados, reforçam o perfil de individualidade na decoração.

 

Tendência #6: Tetos e paredes com o mesmo revestimento

Como disse Susane Raiter após visitar a CASACOR São Paulo, 90% dos ambientes apresentavam paredes e tetos que compartilhavam do mesmo revestimento. Essa continuidade na composição cria a sensação de casulos, o que torna os ambientes ainda mais aconchegantes.

 

Tendência #7: Divisórias

Elas apareceram bastante nas quatro edições. A Susane encontrou muitas divisórias feitas com painéis ripados e, o mais interessante, divisórias sem o painel atrás, compostas somente pelas ripas, permeando a visualização entre os ambientes.

Os muxarabis também marcaram presença. Eles são praticamente iguais aos painéis ripados; a única diferença é que são feitos com os trançados na diagonal.

 

Tendência #8: Móveis embutidos

Mais uma tendência bastante encontrada nas mostras, móveis embutidos nas paredes compuseram a decoração e usabilidade de diversos ambientes.

Enfim, essas foram as 8 principais tendências em decoração encontradas nas últimas mostras da CASACOR.

 

Para ver mais dicas, inspirações e tendências em decoração, arquitetura e construção, continue acompanhando os conteúdos da série Axia+ em nosso blog

Lançamentos previstos

A Axia completa 26 anos em 2022 e celebra essa data com o lançamento de três empreendimentos diferenciados, para pessoas que planejam investir em imóveis de altíssimo padrão nos próximos meses.

Sinta um pouquinho da proposta que cada um deles oferecerá aos moradores.

1. Empreendimento localizado no centro de Joinville

O primeiro deles é um projeto especial em uma localização premium: um home clube no padrão Axia Vectra no centro de Joinville e com tudo o que é preciso para quem busca praticidade na locomoção, como shopping, padarias, academias, supermercados, escola, farmácias, entre outros estabelecimentos importantes para se ter próximo de seu lar.

Este empreendimento será distribuído em um terreno com 10 mil m², envoltos por uma extensa área verde e com uma vista incrível. Apresentará plantas amplas, com layouts inteligentes de apartamentos, além de áreas de uso comum especialmente pensadas para o seu momento de vida, como academia, quadra de esportes, brinquedoteca e piscina, entre tantas outras; só para você imaginar o que vem por aí.

Uma prioridade são suas mais de 300 vagas de garagem, algumas exclusivas para visitas e fornecedores – mais comodidade a quem mora no centro. Cadastre-se em nossa lista  para saber todas as novidades em primeira mão.

2. Conquista à beira-mar

Nos próximos projetos da Axia está, também, um edifício que proporciona aos moradores o bem-estar das férias: a sensação leve de poder contemplar a vista para o mar e envolver-se pelos sons e a beleza da praia.

A localização será à beira-mar em um local privilegiado da costa de Santa Catarina. Os apartamentos seguem o altíssimo padrão Axia, com plantas amplas, inteligentes e áreas comuns que valorizam a sua experiência. Se você quer ser uma das primeiras pessoas a saberem mais sobre essa oportunidade, cadastre-se nesta lista .

3. Empreendimento no campo com as conveniências da cidade

Você já imaginou como seria morar numa casa no campo que tivesse as facilidades que você encontra nos apartamentos da cidade?

Neste empreendimento, desenvolvido como um projeto único, a Axia reúne as vantagens desses dois lugares para entregar uma experiência singular, com excelência em conforto, privacidade e segurança.

A tecnologia responsável por esses benefícios é o Axia Scient, que leva as facilidades que você encontra nos empreendimentos da construtora em Joinville direto para a casa do campo.

O objetivo é realmente levar você para a casa de campo sem preocupações. Em breve, publicaremos aqui mais novidades.

 

Conheça a tecnologia Axia Scient

Ao unir a experiência de mais de 20 anos da Vectra com o que existe de mais avançado no mercado em tecnologias construtivas, a Axia desenvolveu um sistema que coloca múltiplas expertises em ação.

Todos os projetos são desenvolvidos em modelos computacionais, simulando virtualmente e com precisão como será o desempenho e a compatibilidade de todos os sistemas do prédio. Fundamentados por profissionais renomados, garantem o bem-estar dos moradores por meio da eficiência térmica, lumínica, acústica, energética e operacional.

Entenda a seguir o que representa adquirir um imóvel em um empreendimento com tecnologias criadas para entregar cada uma dessas eficiências.

Eficiência térmica

Imagine poder reduzir seus custos com a aquisição e o funcionamento de condicionadores de ar. Um empreendimento que garante a eficiência térmica dos apartamentos tem como resultado exatamente isso, elevando o conforto dos moradores e a economia na conta de luz.

Todo o projeto é orientado por laudos técnicos de consultorias externas a fim de proporcionar ambientes sempre arejados e com temperaturas naturalmente agradáveis.

Eficiência lumínica

Envolve o planejamento de aberturas com muito mais inteligência e eficiência. As janelas, portas e sacadas dos imóveis são projetadas de forma a conceber ambientes iluminados naturalmente.

Eficiência acústica

Projeto que promove o melhor desempenho acústico dos apartamentos, realizado por especialistas que elaboram e analisam os sistemas sempre estudando maneiras para reduzir ao máximo os ruídos.

A tecnologia Axia Scient, associada à construção de lajes e paredes reforçadas, garante mais privacidade e menor vazamento de ruídos, sejam eles de fora do prédio, de outros moradores ou de sistemas internos do edifício, como encanamentos e elevadores, por exemplo.

Eficiência energética

Quando o projeto é meticulosamente desenvolvido e testado virtualmente para assegurar o melhor desempenho energético, os moradores sentem no longo prazo a economia no uso de energia elétrica.

Eficiência operacional

O Axia Scient promove ainda a execução rigorosa do projeto, o que abrange o uso de materiais especiais e a arquitetura pensada na sofisticação e eficiência. Assim, os custos operacionais são minimizados e o conforto é elevado.

A tecnologia Axia Scient embarcada nesses três novos empreendimentos da Axia faz de cada um deles um projeto de altíssimo padrão, elevando o seu padrão de morar bem para outro nível, seja em um imóvel na cidade, na praia ou no campo.

5 tendências do mercado imobiliário para 2022

O setor imobiliário registrou números bastante positivos em 2020 e 2021, inclusive em Joinville — falamos sobre isso no artigo: Mercado imobiliário de Joinville teve desempenho histórico em 2020.

Para 2022, temos números que nos trazem algumas preocupações: a taxa Selic, que subiu para 10,75%; a taxa de desemprego, que deverá atingir 11,2% dos brasileiros até o fim do ano, de acordo com levantamento da consultoria IDados; e a projeção de crescimento do PIB do Brasil, que deve ser de somente 0,5%, segundo relatório do Banco Mundial, divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

No entanto, existem 5 fatores relacionados ao mercado imobiliário que nos levam a enxergar o setor com positividade para este ano.

Veja a seguir:

 

1. Ano de eleições

Em época de eleições, é comum a busca por investimentos que sofram menos variações em decorrência de tantas incertezas. Neste ano, em especial, a instabilidade política deve impactar a economia com ainda mais força. Logo, considerando esse cenário, investir em imóveis mostra-se um caminho mais seguro.

 

2. Crescimento, oferta e demanda

Em 2021, a Câmara Brasileira da Construção Civil (CBIC) nos mostrou que tivemos um crescimento de 7,6%, o melhor desempenho nos últimos 10 anos, e a projeção para 2022 é de 2%.

Isso poderia não ser tão positivo se o setor estivesse com seus estoques altos. No entanto, a alta demanda registrada no ano passado acabou por deixar os estoques baixos em quase todo o Brasil. Como sabemos bem, a Lei da Oferta e Demanda movimenta a economia, e ela deve trazer sustentabilidade para o mercado.

 

3. Financiamentos com recursos do FGTS

Estima-se que o volume de crédito imobiliário proveniente de recursos do SBPE, que chegou a R$ 205,4 bilhões em 2021, deverá ter uma queda de 5% neste ano. Por outro lado, financiamentos com recursos do FGTS, que alcançaram a marca de R$ 49 bilhões em 2021, devem subir 30% em 2022, chegando a R$ 64 bilhões.

 

4. A ressignificação da moradia

Os períodos de pandemia e pós-pandemia mudaram a forma como enxergamos nosso lar, que agora é visto muito mais como o nosso abrigo, o lugar onde nos sentimos em segurança.

Essa percepção, que também já foi tema aqui no blog (leia nosso artigo: Saúde e família: o novo olhar ao escolher um novo lar), tem sido notada nos imóveis de segunda residência, onde as classes média e alta reajustaram a convivência familiar, social e de trabalho. A tendência é que essa ressignificação ganhe ainda mais força nos próximos anos.

 

5. Projetos inovadores e sustentáveis

Por todo o mundo e também no Brasil vemos o crescimento de projetos residenciais que repensam a nossa forma de morar, de interagir com o nosso entorno e com a natureza.

Hoje, já entendemos com mais clareza a necessidade de viver em uma moradia que valorize nossa saúde e bem-estar. Portanto, essa mudança de prioridade, tanto do mercado quanto dos consumidores, nos conduz a querer morar onde a qualidade de vida esteja em primeiro lugar.

Já podemos observar por aqui as possibilidades que as novas tecnologias nos trazem, o aumento da demanda por sustentabilidade e até mesmo certificações de qualidade internacionais que reconhecem as construtoras que consideram esses fatores em seus empreendimentos. Esses atributos estão transformando o mercado imobiliário e já movimentam o setor positivamente.

 

Referência: É possível termos esperança no mercado imobiliário em 2022? – Canal Brain

Axia+: Artistas de Joinville – Fritz Alt

Certamente você já conhece o artista Fritz Alt e apreciou algumas de suas obras. Mas neste artigo você saberá um pouco mais sobre a vida e as criações desse artista pioneiro em Joinville.

Friedrich Alt nasceu em Lich, na Alemanha, em 1902. Ainda muito jovem, mudou-se para Joinville, no início do ano de 1920.

O artista teve como discípulo o também escultor Mário Avancini. Junto de Eugênio Colin e Victor Kursancew, tornou-se um dos pioneiros da arte na cidade.

 

Conheça suas obras

Fritz Alt foi um exímio escultor, desenvolvendo sua arte com formas tridimensionais em bronze e em granito.

 Além de suas esculturas, o artista criou algumas fachadas muito conhecidas pela cidade, trabalhando com cimento e gesso estuque

Ele ainda se destacou por criar os jardins da famosa Exposição de Flores e Artes (EFA), e seu trabalho como artista envolveu também pinturas em telas feitas a óleo e aquarelas, tornando-se reconhecido por suas diversas obras distribuídas em Joinville e região.

Uma das primeiras criações do escultor foi o busto da Princesa Dona Francisca, trabalho que pode ser visto bem de pertinho na Rua das Palmeiras.

Anterior
Próximo


Monumento ao Imigrante

No entanto, a obra de Fritz Alt que ganhou maior destaque em sua carreira é o Monumento ao Imigrante, criado em homenagem ao centenário de Joinville. Sua criação está localizada no Centro, na Praça da Bandeira, e conta uma parte da história da cidade.

Veja a seguir os detalhes e entenda o que representa cada elemento do monumento:

Por meio dos dois homens – um com uma espingarda, outro segurando um machado -, Fritz Alt trouxe a representação da tomada de terra e do desbravamento.

Do outro lado, vemos uma mulher acompanhada por uma mala e dois filhos, simbolizando a colonização e o futuro dessas pessoas em Joinville.

Já nas outras duas extremidades da obra, de um lado encontramos uma barca, que representa a chegada dos imigrantes que vieram pelo mar, e o Rio Cachoeira; na última face estão as carroças, que ilustram a subida pela Serra Dona Francisca.

Anterior
Próximo

 

Outros interesses de Fritz Alt

O escultor também era apaixonado por músicas clássicas e obcecado pela transitoriedade da existência, influência originada pela leitura das obras de Nietzsche e por sua vivência na Primeira Guerra Mundial.

Em 1955, o artista recebeu um convite para criar um mosaico para a Biblioteca Pública Municipal, que está lá até hoje. As dimensões dessa obra são de 10 metros de largura por 6,5 metros de altura, apresentando uma linha da evolução humana, do ser inconsciente ao ser onisciente.

Outra criação em mosaico muito famosa de Fritz Alt compõe a fachada do Sesi em Joinville, obra que possui 58 mil pastilhas de vidro.

Friedrich também era conhecido por não ser apegado a bens materiais. Ele gostava mesmo era de arte, música e de beber e conversar com os amigos.

Anterior
Próximo

 

Museu Casa Fritz Alt

A casa do artista, construída na década de 40, abriga hoje o Museu Casa Fritz Alt, local onde estão expostas diversas obras do artista e que surpreende por suas paisagens incríveis, apresentando uma vista panorâmica de Joinville.

O museu está localizado na rua Aubé, no bairro Boa Vista. Você pode conferir mais sobre o espaço e ver fotos das obras de Fritz Alt neste link.

Uma curiosidade: O artista morreu de ataque cardíaco enquanto passeava pela cidade em sua bicicleta. Isso ocorreu quando Fritz Alt estava praticamente em frente à sua principal obra: o Monumento dos Imigrantes.

Você gostaria de conhecer mais sobre a vida e as obras de outros artistas de Joinville?

Aqui, em nosso blog, já falamos sobre Luiz Henrique Schwanke e Juarez Machado.

Para conferir mais conteúdos inspiradores sobre arte e tendências, acompanhe os artigos da nossa série Axia+.

Anterior
Próximo
Axia+: Como decorar ambientes grandes

Você tem um ambiente grande na sua casa e não sabe como decorá-lo para que fique mais aconchegante?

Para este artigo, trouxemos 7 dicas para transformar ambientes grandes em espaços mais funcionais e acolhedores.

Bom, a sala geralmente é o maior cômodo das casas. Por isso, as inspirações abaixo foram pensadas para esse ambiente.

 

Dica #1: Liste quais serão as funções do cômodo

Este precisa ser o primeiro passo. Afinal, para saber como decorar é preciso definir o que você quer para o espaço. Então, determine as atividades que você deseja realizar nele: se será uma sala de jantar, de estar, se terá home theater, um cantinho para home office, estudos ou leitura, entre outras opções.

Essas definições são muito individuais, e farão toda a diferença para o resultado do projeto.

 

Dica #2: Decida se o cômodo será totalmente integrado ou com separações

Aqui, você escolhe o que prefere: um espaço único, com todas as funções integradas, ou então dividido em áreas separadas.

 

Dica #3: Defina os mobiliários e objetos

Com base nas escolhas feitas nas dicas 1 e 2, agora é o momento de determinar quais mobiliários atenderão às demandas planejadas para o espaço.

Lembre-se de que muitas vezes um único móvel consegue cumprir mais de uma função. Mas essa decisão depende também dos objetos que estarão em sua sala: você precisa definir quais objetos ficarão expostos e quais você prefere armazenar.

Agora, vamos à próxima decisão: os itens que ficarão expostos serão distribuídos em prateleiras ou estantes? Quanto aos objetos que serão guardados, você prefere armazená-los em móveis com portas ou gavetas?

Se houver obras de arte entre os objetos selecionados para compor a decoração da sala, você também precisa pensar em mais algumas questões. Caso sejam expostas nas paredes, é preciso ter paredes livres e específicas para isso. Mas, se a ideia é expor as peças de arte em estantes, você deve planejar qual a apresentação ideal para que elas ganhem o destaque necessário.

 

Dica #4: Determine qual será o estilo da decoração

Essa é outra decisão muito importante. Isso porque estilos diferentes, como clean ou rústico, também interferem na quantidade de móveis e de objetos decorativos.

É importante você saber: mesmo ambientes grandes podem ficar superlotados se houver objetos e mobiliários em excesso. Portanto, muito cuidado para não errar na quantidade.

Uma ideia interessante para evitar excessos ao considerar móveis e objetos decorativos é explorar alguns recursos na parede e no teto. Painéis em madeira, pedra ou ripados, muxarabis e biombos são ótimas soluções para deixar um ambiente mais confortável e aconchegante sem sobrecarregar.

Para proporcionar mais amplitude, você pode inclusive utilizar o mesmo revestimento na parede e no teto.

 

Dica #5: Brinque com as possibilidades de iluminação

Esta é mais uma inspiração muito bacana, que interfere completamente nas sensações do ambiente: criar uma iluminação cênica e quente, ideal para trazer muito mais aconchego.

Você também pode brincar com efeitos entre luz e sombra e com o uso de luminárias. Quando estas vêm do teto, você promove mais uma opção de decoração que não fica no piso, como a maioria dos móveis e muitos objetos.

 

Dica #6: Preencha espaços com plantas

As plantas trazem movimento, bem-estar e completam espaços com todo o seu movimento e tonalidades, características muito indicadas para transmitir a sensação de ambiente mais acolhedor.

 

Dica #7: Aproveite outras opções de itens decorativos

Ainda existem mais possibilidades para decorar e oferecer o conforto e acolhimento que você tanto quer para o ambiente: utilizar papéis de parede, cortinas e tapetes.

 

Dica extra e fundamental:

Defina sua decoração conforme a escala do cômodo. Para ambientes grandes, é mais interessante escolher peças grandes. Por outro lado, em ambientes pequenos, dê preferência para mobiliários menores.

 

Você gostou das nossas dicas de como trabalhar a decoração em ambientes grandes? Saiba que você pode adaptá-las para outros espaços maiores da sua casa, como cozinha, quarto, suíte e até banheiro. Inspire-se e divirta-se ao criar suas composições!